Image

7 compactos que são esportivos apenas no visual

28

dez
2020

Os carros esportivos despertam o desejo dos entusiastas por combinarem uma mecânica aprimorada para entregar mais desempenho a uma experiência de direção instigante. E, para completar o pacote, esses modelos contam com um visual mais invocado para se destacar das versões convencionais e realçar essa exclusividade.

Mas muita gente dá mais importância para uma aparência chamativa do que para a potência do motor e os números de performance. Para atender esse público, as montadoras criam as chamadas versões “esportivadas”, que trazem apenas uma roupagem diferenciada sem mexer na mecânica do carro.

Para quem quer apenas se destacar na multidão, os esportivados acabam sendo uma compra mais vantajosa que os esportivos de verdade. Eles custam menos e, por usarem a mesma motorização das versões convencionais, são mais baratos de manter devido à maior oferta de peças, o que acaba refletindo no valor do seguro.

Sem falar que um carro com suspensão mais dura, pneus de perfil baixo e câmbio de relações mais curtas se torna cansativo de dirigir no trânsito e na buraqueira do dia a dia.

Na lista abaixo, destacamos, por ordem de preço, as sete opções de hatches e sedãs compactos esportivados à venda no Brasil atualmente:

Renault Sandero GT Line (R$ 64.090)

Enquanto o Sandero RS recebe câmbio, direção, freios e suspensão preparados para lidar com os 150 cv do motor 2.0 flex, o GT Line conta apenas com acessórios para se diferenciar das demais versões. A motorização padrão é  a 1.0 flex aspirado de 82 cv, mas o modelo chegou a ser oferecido com o 1.6 flex de 120 cv e câmbio automático CVT.

Hyundai HB20 Sport (R$ 70.990)

Baseado na versão Evolution, o HB20 Sport apela para detalhes estéticos para remeter à esportividade. A polêmica grade dianteira é pintada de preto, enquanto o para-choque recebe um friso vermelho na parte inferior. As rodas de 16 polegadas também são exclusivos, assim como o aerofólio traseiro e as costuras vermelhas dos bancos parcialmente revestidos de couro. O motor é o 1.0 turbo de 120 cv, combinado ao câmbio automático de seis marchas.

Fiat Argo HGT (R$ 75.390)

A versão topo de linha do Argo traz, além do visual esportivo, suspensões dotadas de amortecedores com ajuste mais firme. O motor 1.8 flex aspirado de 139 cv lida bem com o baixo peso do hatch, mas o câmbio automático de seis marchas é programado para privilegiar o conforto, embora permita trocas no modo manual nas borboletas atrás do volante.

Chevrolet Onix RS (R$ 75.790)

A versão mais invocadinha do carro mais vendido do Brasil estreou primeiro na Colômbia, com a opção de câmbio manual atrelado ao motor 1.0 turbo de 116 cv. Por aqui, o Onix RS é vendido apenas com transmissão automática de seis velocidades. As mudanças, meramente estéticas, estão nos emblemas escurecidos, na grade frontal tipo colmeia, nos faróis com máscara negra, nas rodas de 16 polegadas pintadas de preto e nos bancos parcialmente revestidos de couro com costuras vermelhas.

Chevrolet Onix Plus Midnight (R$ 81.890)

Seguindo a estratégia do Onix RS, o sedã também não sofre mudanças na parte mecânica. Visualmente, no entanto, adota o visual totalmente escurecido da série especial oferecida em carros da Chevrolet nos Estados Unidos. A motorização é a mesma do hatch: 1.0 turbo sempre com câmbio automático.

Fiat Cronos HGT (R$ 84.190)

O sedã da Fiat segue a proposta do Argo HGT, combinando o visual de apelo esportivo com o sedento motor e.torq 1.8 flex aspirado e câmbio automático de seis marchas.

Toyota Yaris S (R$ 89.990)

Novidade da linha 2021, o Yaris S é basicamente a versão topo de linha XLS Connect com alguns toques esportivos no visual. Há detalhes em vermelho na grade dianteira, nos retrovisores, nos faróis e nas costuras dos bancos de couro. As rodas de liga leve de 16 polegadas também são exclusivas. O motor é o conhecido 1.5 flex aspirado de 110 cv, conectado ao câmbio automático CVT.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.