Image

Volkswagen Passat sairá de linha na Europa, diz site

30

nov
2020

O Volkswagen Passat deixou de ser vendido no Brasil em meados deste ano, mas também corre o risco de sair de linha na Europa, segundo uma notícia divulgada no site Autonews Europe.

De acordo com a publicação, fontes ligadas à Volkswagen confirmaram que a marca vai tirar o sedã de linha para apostar ainda mais em SUVs e modelos elétricos. A perua Passat Variant será mantida em alguns países, como a Alemanha.

No entanto, essa informação causa estranheza pelo fato de o Passat ser o sedã “não-premium” mais vendido no mercado europeu em 2020 (quase 88.500 unidades comercializadas entre janeiro e outubro).

Outra fonte do Autonews Europe revelou ainda que tirar o Passat de linha seria uma estratégia para reduzir a concorrência entre marcas do Grupo Volkswagen, deixando o Skoda Superb livre para atingir uma faixa maior de clientes nas regiões central e do leste da Europa.

Atualmente, o Passat é fabricado em Emden, na Alemanha, onde o Grupo Volkswagen tem planos de fabricar novos carros elétricos (o crossover ID.4 e um sedã médio).

Há alguns dias, a Volkswagen revelou que deixará de produzir o Passat nos Estados Unidos até 2023. O sedã vendido no mercado norte-americano está duas gerações desfasada em relação à europeia e vem amargando forte queda nas vendas nos últimos anos.

Fotos: Divulgação

Sobre o autor

Editor. Começou a trabalhar no Carsale em 2012, mas gosta e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. Prefere carros compactos e práticos, mas se diverte da mesma forma quando avalia um utilitário no fora-de-estrada ou acelera um superesportivo num autódromo.